12.2.10

paliçada




ao escrever 'eu' o eu deixa logo de ser (m)eu.

6 comments:

  1. é óbvio, não é? tb ao falar, a palavra dita perdeu-a quem a disse quando a disse. enfim, brrr

    ReplyDelete
  2. Talvez seja óbvio como diz este falante mas você faz bem em lembrá-lo pois em muitas falas anteriores é evidente a colagem feita, em vários comentários, entre os diferentes "eu" dos posts, ou seja, entre os que o narrador constrói na e pela escrita dos posts, e o "eu" da pessoa que os escreve, aquela pessoa que não gosta de ser chamada de "escritora". Um abraço viajante com desejos de muito bom ano do Tigre!

    ReplyDelete
  3. muito bom ano do tigre. encetado aí, o 虎年 promete!

    ReplyDelete
  4. declaração de interesses como tentativa de esclarecimento: eu brrr sou um dos eus do meu autor/actor e sirvo para comentar no glória do vulgar os diversificados eus que a escritora dele nele expõe, sendo que da pessoa autora dele, gv, é o meu autor um velho e actual conhecedor(?) amigo e admirador, que aliás lhe não poupa concordâncias e discordâncias por outras vias, incusive muita 'palavra perdida' com gosto. (uff! estava a ver que a frase nunca mais acabava). brrr

    ReplyDelete
  5. oh brrr ultimamente, em termos de cordâncias, têm sido mais as dis que as con. temos de ver se as voltamos a colocar a par...

    ReplyDelete
  6. cor cordis, coração, ó cuore mio, é sempre cordância mais que cordial. o dis é de e para disfarçar. e também, já que a palavra o sugere, desfarsar esta
    farsa de viver que nos vai calhando e que hélàs acaba, sempre, mal. e viva viver corações a par o mais juntinhos possível. mui cordialmente brrr

    ReplyDelete

Note: only a member of this blog may post a comment.