1.5.10

post nº1500 *

quando aqui há bastante tempo atrás constatei a minha forte apetência pela monodomia e confessei as minhas variadas dificuldades e contrariedades em (man)ter duas casas, desconhecia este provérbio francês: "qui a deux femmes perd son âme, qui a deux maisons perd la raison".
agora, e apesar de me saber a ocupar um lugar que não me é destinado (o ponto de vista sendo, claro, o do masculino - espécie de género universal e "natural", ou sexo cultural, da língua), percebo pela primeira vez o que se passa em migo nos últimos tempos: nada mais nada menos que um verdadeiro e grave split de personalidade provocado pela persistência do viver sempre na casa em que já, ou ainda, não vivo.
parece ser uma impossibilidade de aceder ao presente o que, não admira, deve ser causa suficiente para a perda de razão. mesmo para um ser humano do género feminino (e de orientação heterossexual).


* por razões óbvias este post esteve para se chamar nuits de pleine lune mas, por razões umas mais óbvias do que outras, não foi assim chamado.

2 comments:

  1. parabéns de todos cá de casa pelo mil e quinhentos, cert@s de que há tempo bastante à frente para o quinze mil (bastam-te uns 35 anitos mais ao mesmo ritmo, se não me engano nas contas, mas podes sempre acelerar). a bela clara manda mail pessoal.
    brrr

    ReplyDelete
  2. e depois têm vexa alguma coisa contra a redundância?
    de qualquer modo gostei dos parabéns de todos lá de casa e, adoreim naturalmente, as previsões.

    ReplyDelete

Note: only a member of this blog may post a comment.