11.3.10

postal para sydney

vinha (de baixo para cima) a pensar que nunca vejo o sinal para castro verde sem pensar no PQz quando reparo que o sinal é, ele próprio cor de verde. muito verde mesmo. entre o verde bandeira e o verde das últimas folhas das amendoeiras. logo me nasce um imenso entusiasmo pela silenciosa mas expressiva homenagem à terra ancestral do meu amigo australiano; entusiasmo que cresce sem parar até se esvair em desilusão e embaraço quando, uns quilómetros à frente, passo pelo sinal para aljustrel.

1 comment:

  1. Obrigado pela lembrança desse sinal de boas memórias. Quando será que o vejo outra vez?

    ReplyDelete

Note: only a member of this blog may post a comment.