3.2.10

o coelho e a ciência

o coelho paulo não é desses que nos saltam à frente dos passos no quintal das traseiras; também não é dos que nos aparecem diante dos olhos debaixo de uma cartola vazia. não é de artes foleiras nem criatura de magia: o coelho paulo é cavalheiro de sabença, um príncipe da renascença.

3 comments:

  1. à minha revelia, que bem lhe conheço e temo o mau feitio, leram aqui á nossa doutora rimadora essas coisas do coelho paulo (que raio de nome!) que a deixaram mais azeda e furiosa que nunca. a vg desatou aos palavrões e dedicou-te, caríssima gv, as rimas que seguem e que ela foi pontuando com asneiradas várias sem rima nenhuma:

    coelhos há muitos, ó palerma, e tais
    que às meninas andam todos e aos pardais,
    como o coelho Paulo que bem conheço eu
    de casaca e cartola ou com o velho chapéu.

    os pardais como as meninas
    só lhes ligam se quiserem
    a esses velhos coelhos
    nos passinhos que ainda derem.

    o fogo que os faz arder
    em breve se há-de apagar,
    o sopro do seu viver
    já tem pouco que soprar.

    e a vg de continuar, raivosa, num asneirame pegado e nada simpático para ti, gv admiranda. espero a desculpes tendo em conta o seu mau feitio que temas como este, da velhice, só exacerbam.
    brrr

    ReplyDelete
  2. O Coelho Paulo é um farsante
    Que apresenta, como se fossem seus,
    Carvões travestidos de diamantes.

    ReplyDelete
  3. um leitor viu no "meu" coelho paulo a imagem do desconcerto sexual, outra, com pontaria certeira, fixou-se nos coelhos da paula rego, e ainda outro, talvez pela sua origem nacional, viu nele um conhecido "escritor" sucateiro. nada disso meus amigos: a personagem histórica desta história aparece-vos retratado, a óleo, na imagem que ilustra o seu epílogo, neste blog,

    ReplyDelete

Note: only a member of this blog may post a comment.