25.11.09

adverbiage

acabo de inventar um novo advérbio:
almadamente,
a maneira menos solitária de se estar entre gente
de mais cedo saber alguma coisa tardiamente.

al ma da na da da men te,
alma danada da mente,
almada na mente,
al madanada -
racional atitude de quem age apaixonadamente.

a própria idade horizontal
é fogo devoluto que arde friamente.

5 comments:

  1. diz-me a coxa pra dizer:
    1. benvind@ ao clube das rimalhadeiras;
    2. parabéns pela coragem de ter e manter a rima pobre em ente;
    3. atenção ao perigo de abusar da rima fácil.

    eu cá diria à coxa que se metesse na vida dela, convencido que estou de que é só inveja sua. repare-se que as observações que faz são de mera natureza formal, pois não deve ter percebido nada do fundo da questão.

    ReplyDelete
  2. muito agradeço digas à coxa que agradeço
    1. as boas-vindas;
    2. os parabéns;
    3. o conselho.

    e mais lhe transmitas, por favor, as considerações seguintes:
    a) a pobreza da rima corresponde, no plano formal, à pobreza representada no conteúdo (a impossível propriedade vertical ou horizontal no concelho de almada);
    b) a escolha e a manutenção da rima em 'ente' é uma exigência do modelo poético adoptado (poeminha lindo que o nosso prolixo ruy belo começa pela invenção do seu advérbio de modo)
    c) o abuso da rima fácil parece perigo menor face à imitação barata (mesmo que em jeito de paródia) dos grandes mestres da nossa tradição poética.

    quanto ao resto, coitada da coxa - não vês tu, na coita dela, princípio de razão suficiente para ela invejar tod@s quant@s não coxeiam como ela?

    ReplyDelete
  3. ainda bem que te explicas, porque a lúbrica da coxa, 'alma danada ' prà brincadeira, já estava com ideias para ir ao fundo da questão. aquele penúltimo verso 'a própria idade horizontal' (que se segue a 'apaixonadamente' e precede 'é fogo que arde friamente') levou-a a questionar-me: reparaste que a única palavra que não rima no poema é 'horizontal' e que parece estar mesmo a pedi-la/s? e vai de rosnar -me ao ouvido hipóteses de rimas ricas:

    sou coxa mas não faz(faço) mal
    até já me chamaram belo animal
    sou boa na cama ou no quintal
    amanhã seria óptimo por sinal
    que tal que tal
    vale?

    tive que a travar, assustado, alarmado, o raio da coxa!

    ReplyDelete
  4. parece-me que a coxa está com o freio nos dentes

    ReplyDelete
  5. vê se a acalmas, please. este bloguinho também é "lido" por menores de idade

    ReplyDelete

Note: only a member of this blog may post a comment.