13.9.10

com(em)oção



e eis que de repente encontro, fora de mim, o meu próprio coração.


o meu próprio coração a olhar-me a direito, o sorriso entre o doce e o trocista.


como ele é quando lhe acontece ser quem TU o
fazes.

No comments:

Post a Comment

Note: only a member of this blog may post a comment.