17.5.10

profissão: proprietária

tudo começou quando, por um conjunto de circunstâncias várias, tive pela primeira vez acesso a um comando um comando de televisão. mas só agora, tantos anos depois dessa rudimentar epifania doméstica, as formas, cada vez mais fálicas, destes verdadeiros instrumentos de objectiva libertação (feminina? pessoal?) me saltam assim tão à vista. 

No comments:

Post a Comment

Note: only a member of this blog may post a comment.